Etec de Itaquaquecetuba Centro Paula Souza

MENU

Histórico da Escola


Em 19 de novembro de 2010, foi criada a Escola Técnica Estadual de Itaquaquecetuba, no município de Itaquaquecetuba - SP, como unidade de ensino do Centro Estadual de Educação Tecnológica “Paula Souza” – CEETEPS. A unidade nasceu como extensão da Escola Técnica Estadual de Ferraz de Vasconcelos e, logo em seguida, alcançou sua autonomia, tendo como Diretora Pró-tempore a Professora Maria Fátima de Oliveira Araújo. Com as obras ainda em andamento, foram abertas - já para o primeiro semestre de 2011 - 80 vagas para os cursos técnicos de Informática e Informática para Internet, ofertando 40 vagas para cada curso e que foram preenchidas com sucesso.


O início do ano letivo se deu em 07 de fevereiro de 2011, quando, com o auxílio da Prefeitura Municipal de Itaquaquecetuba e da Secretaria Municipal da Educação de Itaquaquecetuba, iniciaram-se nossos trabalhos utilizando as instalações da Escola Municipal Prof. Paulo Nunes (CAIC - Centro de Aprendizagem e Integração de Cursos), localizada à Rua Santa Catarina, nº 382, bairro do Morro Branco, na cidade de Itaquaquecetuba.


Escola Municipal Professor Paulo Nunes

Com as obras da ETEC ainda em andamento, em 04 de abril de 2011, mudamos para o prédio atual, na Rua Cambará, 866, Jardim Miraí, também em Itaquaquecetuba .


ETEC de Itaquaquecetuba

Assim, encerramos o ano de 2011 com um número baixo de evasão e iniciamos 2012 com aproximadamente 380 alunos, divididos entre: 1º, 2º e 3º Informática (tarde); 1º e 2º Secretariado (tarde); 1º, 2º e 3º Informática para Internet (noite) e 1º e 2º Segurança do Trabalho (noite), utilizando cinco salas de aula nos períodos tarde e noite, acrescidos de três laboratórios de Informática escalonados em horários pertinentes a cada componente lecionado.


Em 14 de fevereiro de 2012, a escola passou por um grave um incidente. Toda a região sofreu um grande temporal e a estrutura do telhado que cobria o pátio da escola, localizada entre a ala acadêmica e a ala administrativa, cedeu, causando a queda do telhado e cedimento do solo, provocando o fechamento da escola pela Defesa Civil.


No dia 24 de fevereiro de 2012, com a colaboração de professores e funcionários, conseguimos transferir todo o material necessário da ala administrativa para a ala acadêmica, possibilitando o retorno às atividades até então interrompidas. Improvisamos, em uma sala de aula ociosa, o lanche dos alunos no horário de intervalo, pois o espaço que nos sobrou teve de ser adequado às condições atuais da escola, sem causar maiores prejuízos às nossas atividades escolares e administrativas.


Em julho de 2012 assumiu a direção da escola o Diretor eleito Djalma Luiz da Silva. Após o término das obras e a liberação do prédio pela Prefeitura Municipal, no início de novembro de 2012, a unidade voltou a normalidade tendo todos os setores instalados às salas de origem. Com isso, além da reorganização de todos os setores, foi possível realizar a colação de grau da primeira e segunda turmas de formandos dos cursos de Secretariado, Informática e da primeira turma de Segurança do Trabalho.

No ano de 2013, a escola implantou o Ensino Técnico Integrado ao Médio, oferecendo, no Vestibulinho - 1º Semestre 2013, 80 vagas, com 40 para o ETIM de Administração e 40 para o ETIM de Informática. Com a implantação dos cursos Técnicos Integrados ao Médio, por falta de espaço físico para comportar todos os cursos, decidimos interromper a abertura de inscrições para os cursos de Secretariado e Informática no período vespertino, que tiveram as últimas turmas formadas no final de 2013. Ainda no 2º semestre de 2013, recebemos nossa primeira turma de Teletec, com 40 vagas para modalidade de Secretariado. Ainda neste ano, houve uma grande concentração de esforços na implantação dos cursos integrados, na busca de materiais e instrumentos para melhorar o processo e resultado com alunos que permanecem até oito horas diárias na escola. Em meio a esta implantação, pudemos perceber que a escola poderia oferecer também atividades culturais, de acordo com sua disponibilidade e recurso. Implantamos um projeto de música, que começou com cinco alunos aprendendo cifras, prática de violão e flauta, o que mais tarde resultou em participação no Festival de Música da Secretaria de Cultura de Itaquaquecetuba. Por fim, a realização I Semana Paulo Freire - "NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA" e ações para implantação do Ensino Técnico Integrado ao Médio foram sendo consolidadas a partir do momento que buscamos construir uma identidade da escola junto aos alunos, reforçando e apoiando ações e projetos, como, por exemplo, as Olimpíadas de História, Matemática e Astronomia. Particularmente, este ano de muito trabalho e de reconstrução de uma nova forma de vivenciar a escola, entre o aprender e o ensinar. A Etec de Itaquaquecetuba iniciou suas atividades em 2011 apenas com cursos modulares, com um período de 18 meses de duração e já em 2013, com a entrada do Ensino Técnico Integrado ao Médio e Telecurso Tec, a escola sofrera uma mudança significativa, uma vez que a dinâmica era outra, o tempo e o desenvolvimento das atividades atravessavam um processo de duração mais longo, como no caso dos cursos integrados e uma formação continuada e dinâmica para o Telecurso Tec.

A forma de vivenciar a ETEC de Itaquaquecetuba altera-se a partir do momento que novos sujeitos vão dando andamento a um processo histórico de constante reconstrução, que não depende meramente da função burocrática, acadêmica, pedagógica, administrativa, mas que traça objetivos que se refazem permanentemente, pois o que levamos em consideração é o talento de cada um que compõe essa identidade, cada um que tem um projeto pessoal, que direta ou indiretamente colabora para a construção e reconstrução do projeto coletivo. Por isso, acreditamos que o ano de 2013 foi essencial para a nossa unidade escolar, pois começamos a repensar nossas práticas, o direcionamento do nosso trabalho, as relações de trabalho, o processo pedagógico, a identidade da escola e o processo de formação de nossos alunos e também de equipe como um todo. Em outras palavras, 2013 surgiu como retomada e transformação.

A partir de 2014, já conseguimos ver resultados do nosso trabalho, seja na expansão dos cursos, no desenvolvimento de projetos, no processo de interação e formação contínua da equipe docente a partir das práticas desenvolvidas nas reuniões pedagógicas e de planejamento, o que interferem diretamente no trabalho desenvolvido para uma maior interação entre o processo de ensino e aprendizagem. No 2º semestre, foi implantado o Curso de Informática (EaD) como um projeto piloto do Centro Paula Souza, com a finalidade de atender a demanda do aluno trabalhador ou mesmo frequentante do ensino médio que tem dificuldades de frequentar o curso regula durante a semana. Assim, no 2º semestre de 2015 foi inserido no processo seletivo do Vestibulinho e já em dezembro formou-se a primeira turma deste curso.

Por fim, em fevereiro de 2016, iniciou-se o Curso Técnico em Informática, que substituiu o Curso Técnico de Informática para Internet. A escolha da unidade escolar para essa substituição se deu por motivo de diminuir a evasão escolar e também para que possamos atender melhor o mercado de trabalho, com ofertas de cursos diferentes dentro do mesmo eixo pedagógico.


Hoje contamos com outros cursos sendo eles:

• ETIM Informática
• ETIM Administração
• EAD Informática
• EAD Administração
• Informática
• Segurança do Trabalho



ATOS LEGAIS DE CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO

DECRETO Nº 56.418 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2010

O Curso Técnico em Informática foi autorizado pela Lei Federal n.º 9394/96, Decreto Federal n.º 5154/2004, Resolução CNE/CEB 4/99 atualizada pela Resolução CNE/CEB 1/2 Parecer CNE/CEB n.º 11, de 12/06/2008, Resolução CNE/CEB n.º03, de 09/07/08, Deliberação CEE 79/2008, das Indicações CEE 08/2000 e 80/2008.
Plano de Curso aprovado pela Portaria do Coordenador do Ensino Médio e Técnico n.º10, de 06/01/2009, publicada no DOE de 17/01/2009, seção I, página 52.



O Curso Técnico em Informática para Internet foi autorizado pela Lei Federal n.º 9394/96, Decreto Federal n.º 5154/2004, Resolução CNE/CEB 4/99 atualizada pela Resolução CNE/CEB 1/2 Parecer CNE/CEB n.º 11, de 12/06/2008, Resolução CNE/CEB n.º03, de 09/07/08, Deliberação CEE 79/2008, das Indicações CEE 08/2000 e 80/2008.
Plano de Curso aprovado pela Portaria do Coordenador do Ensino Médio e Técnico n.º9, de 06/01/2009, publicada no DOE de 17/01/2009, seção I, página 52.



O Curso Técnico em Secretariado foi autorizado pela Lei Federal n.º 9394/96, Decreto Federal n.º 5154/2004, Resolução CNE/CEB 4/99 atualizada pela Resolução CNE/CEB 1/2 Parecer CNE/CEB n.º 11, de 12/06/2008, Resolução CNE/CEB n.º03, de 09/07/08, Deliberação CEE 79/2008, das Indicações CEE 08/2000 e 80/2008.
Plano de Curso aprovado pela Portaria do Coordenador do Ensino Médio e Técnico n.º6, de 06/01/2009, publicada no DOE de 17/01/2009, seção I, página 52.



O Curso Técnico em Segurança do Trabalho foi autorizado pela Lei Federal n.º 9394/96, Decreto Federal n.º 5154/2004, Resolução CNE/CEB 4/99 atualizada pela Resolução CNE/CEB 1/2 Parecer CNE/CEB n.º 11, de 12/06/2008, Resolução CNE/CEB n.º03, de 09/07/08, Deliberação CEE 79/2008, das Indicações CEE 08/2000 e 80/2008.
Plano de Curso aprovado pela Portaria do Coordenador do Ensino Médio e Técnico n.º2, de 06/01/2009, publicada no DOE de 17/01/2009, seção I, página 52.